Orquestra Sinfônica da Unicamp apresenta: Concerto Competição Jovens Músicos OSU/IA

Cartaz concerto competição jovens musicos OSU/IA

O Concerto Competição “Jovens Músicos” OSU/IA

O CIDDIC – Centro de Integração, Documentação e Divulgação Cultural da UNICAMP – lança a quarta edição do Concerto Competição OSU/IA, na qual a Orquestra Sinfônica da Unicamp, atuará como laboratório de pesquisa em música – composição, performance instrumental e regência – em colaboração com o Instituto de Artes (Unicamp). Podem se candidatar instrumentistas solistas, regentes ou compositores que estejam cursando a graduação em Música no Instituto de Artes da Unicamp. Em 2018, os vencedores foram Bianca de Souza (na categoria “performance instrumental” – violoncelo) e Felipe Gadioli Silva (na categoria “regência”).

O concerto acontece dia 08 de novembro de 2018, quinta-feira às 19h, na Casa do Lago da Unicamp.

Bianca de Souza, violoncelo

Felipe Gadioli Silva, regência


Conheça os contemplados:

Bianca de Souza

Foto de Bianca de SouzaIniciou seus estudos em violoncelo com Liana Pereira, seguindo com Lara Ziggiatti Monteiro, David Scanavini, Gretchen Miller, Ricardo Fukuda e Douglas Kier. Lecionou cordas coletivas no Projeto Batuta (Jundiaí). Participou do Festival de Música nas Montanhas (Poços de Caldas) e, com o Unicamp Cello Ensemble, do Rio Cello Encounter por 2 anos e do Villa-Lobos Internacional Chamber Music Festival, na Califórnia (EUA) e também gravou o CD “Cellos Without Borders”. Integrou a Orq. Infanto-Juvenil do Colégio Divino Salvador de Jundiaí, da Orq. Infanto-Juvenil da Escola Mun. de Música de SP, como chefe de naipe, e Orq. Jovem Tom Jobim (SP), sob regência de Nelson Ayres. É bacharelanda em violoncelo pela Unicamp, sob orientação de Lars Hoefs e integra a Orq. Jovem do Estado, sob regência de Cláudio Cruz, desde 2016, participando da gravação de dois CD’s. Ganhou o concurso Jovens Solistas da Orq. do Depto. de Música da Unicamp.

 


Felipe Gadioli Silva

Foto de Felipe GadioliTem expressiva produção musical em sua curta carreira, destacando-se: Abertura de O Guarany (C. Gomes) com a Orquestra Sinfônica Cesgranrio, sob orientação do eminente Maestro I. Karabtchevsky, e em OneWorld Festival, na Maryland University, USA; Regência de Dubarton Oaks, (Stravinsky) com a Orquestra Acadêmica da OSESP na Sala São Paulo sob orientação de Marin Alsop; Executou a obra Pedro e o Lobo (Prokofiev) com a Orquestra Comunitária da Unicamp; Diretor Artístico convidado pela Camerata Experimental de Campinas juntamente ao Coral Reluz, com a obra Te Deum (Charpentier).

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *