Informativo Eletrônico Semanal CDMC


Coordenação de Documentação de Música Contemporânea, Pesquisa, Documentação e Informação Musical.

Regras para divulgação

Regras para divulgação no informativo semanal

Enviar a descrição resumida da divulgação no corpo do e-mail com as seguintes informações: data, horário, local do evento ou notícia e ao menos um link da internet para que os leitores possam saber a fonte da notícia. Envie somente temas que envolvem música, São aceitos: Concursos, chamadas, divulgações, festivais, notícias e concertos. Enviar a informação em texto simples (sem figuras, tabelas ou anexos) para o e-mail: fwciddic@unicamp.br

Atentar-se às datas limites da sua divulgação pois, o informativo semanal sai todas às quintas-feiras, necessitando que a solicitação de divulgação seja enviada no prazo máximo de 1 dia antes da divulgação do informativo (às quartas-feiras).

Para receber/cancelar o recebimento do FWD cdmc cadastre-se pelo link: www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/cdmusica-l



FESTIVAL: The 3rd Waltham Forest Cello Fest 2021 in London

The 3rd WALTHAM FOREST CELLO FEST 2021 in London

You are invited to the 3rd WALTHAM FOREST CELLO FEST 2021 in London. As in previous years there will be WFCF Cello Concerts, Underground Lunchtime Recitals (in the historic Victoria Line carriage), Cello Weekend, Make Music Day and Cello Academy (all ages and abilities are welcome!). Events will be held mainly online in June 2021.

Book your tickets now via Eventbrite here: https://WalthamForestCelloFest.eventbrite.com .

The WFCF 2021 features cellists and young promising cello talents from Belgium, China, the Czech Republic, France, Israel, Italy, the UK and the USA.

Including cellists Anna Brikciusová, František Brikcius, Yiqi Chen, Mira Kardan, Stijn Kuppens, Anna Shuttleworth (1927-2021) and George Wolfe-McGuire. Together with conductor Peter Askim, percussionist Brecht Claesen, violinist and philosopher Hugh Desmond, organist and composer Irena Kosíková, conductor Jan Talich, Talich Chamber Orchestra, soprano Nofar Yacobi and narrator Jan Židlický.

WCFC begins with a CELLO WEEKEND (Saturday 5th – Sunday 6th June): INDIVIDUAL MASTER CLASSES, two CELLO WEBINARS, CELLO RECITAL – INNER CELLO, interactive online INTERPRETATION MASTERCLASS, three CELLO LAUREATES, introduction to THE CELLO MUSEUM – INNOVATIONS IN CELLO-MAKING MATERIALS, REMEMBERING ANNA SHUTTLEWORTH and music documentary film MAKANNA.

https://mailchi.mp/a584de0918e4/the3rdwalthamforestcellofest2021celloweekend1
https://mailchi.mp/db6d7270068b/the3rdwalthamforestcellofest2021celloweekend2

Other events will include virtual poetry reading SAVE THE QUEEN (Saturday 12th June), CELLO RECITALS (Sunday 13th and Sunday 20th June), MUSICAL SOLIDARITY PROJECT (Saturday 19th June), MAKE MUSIC DAY (Monday 21st June) and ORGAN RECITAL (Saturday 26th June).

WFCF is following in the tradition of previous UNDERGROUND LUNCHTIME RECITALS (Sunday 27th June) in the Walthamstow Pumphouse Museum’s historic Victoria Line Carriage.

For the second time Waltham Forest Cello Fest will hold a CELLO ACADEMY (26th July – 1st August) of online summer cello master classes.

Most online events are followed by a Q&A. Please put your questions in the comments or an email.

WALTHAM FOREST CELLO FEST was created in 2019 as a cello celebration of the communities in Waltham Forest the first ever Mayor’s London Borough of Culture. The WFCF is supported by Make It Happen – London Borough of Waltham Forest.

For the latest news follow WFCF on Twitter (@WFCelloFest), Facebook and Instagram (@WalthamForestCelloFest) and visit https://www.Brikcius.com/WalthamForestCelloFest .

The 3rd  WALTHAM FOREST CELLO in London 2021
“London Borough of Culture meets Classical Music”


Î Voltar ao topo

CHAMADA: Revista Musica Theorica VOLUME 6.2 (2021) – DOSSIÊ FORMA SONATA

A Revista Musica Theorica da Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical (Qualis [preliminar] A2) recebe submissões para o volume 6.2 (2021), um volume temático dedicado à forma sonata. A revista aceita trabalhos em português, inglês e espanhol que tratem da forma sonata, de suas mais variadas manifestações no repertório, abordagens analíticas e conceptualizações teóricas a partir de uma ótica teórico-analítica. Encorajamos a submissão de textos que, ao abordarem o tema do dossiê, dialoguem com outras áreas do conhecimento, tais como performance, pedagogia musical, composição, musicologia histórica, semiótica, sociologia, filosofia e outras. Além de trabalhos em formato de artigo, a Musica Theorica recebe, nesta edição, respostas a artigos publicados em volumes anteriores da revista que tenham como foco a forma sonata. O dossiê temático tem como objetivo fomentar a produção teórico-analítica sobre a forma sonata no âmbito acadêmico brasileiro e oferecer um espaço de debate e reflexão sobre o tema, buscando estabelecer, ao mesmo tempo, um diálogo com a produção internacional.
Por último, lembramos que recebemos submissões de temática livre na área de teoria e análise musical e suas ramificações no conhecimento musical em fluxo contínuo. As submissões devem seguir as diretrizes estabelecidas na página da revista (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions) e podem ser realizadas online (preferivelmente) ou, se necessário, por e-mail ao editor (gabrielbianconavia@gmail.com). O prazo para submissões para este número é 05/12/2021.

Musica Theorica, a peer-reviewed music journal of the Brazilian Society for Music Theory and Analysis (TeMA), welcomes submissions in English, Spanish and Portuguese for Issue 6.2 (2021), a thematic issue dedicated to sonata form. Submissions shall address sonata form, its manifestations in the repertoire, its analytical approaches, and its theoretical conceptualizations from a theoretical and/or analytical perspective. We encourage approaches that favor the dialogue with related areas of knowledge, such as performance, musical pedagogy, composition, musicology, semiotics, sociology, philosophy, and others. In this edition, we also welcome responses to articles on sonata form previously published by Musica Theorica. This thematic dossier aims at fostering the debate on sonata form within the Brazilian theoretical community and, at the same time, at establishing a dialogue with the international community.
Musica Theorica also receives submissions on any aspects of music theory and analysis and their reverberations in other branches of music knowledge on a continuous basis. Manuscripts should be submitted online or, if necessary, emailed directly to the editor (gabrielbianconavia@gmail.com). Author guidelines are available on the journal’s submissions page (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions).
The deadline for this issue is Dec/05/2021.


Î Voltar ao topo

CHAMADA: Revista Musica Theorica VOLUME 6.1 (2021)

A Revista Musica Theorica da Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical (Qualis [preliminar] A2) recebe submissões para o volume 6.1 (2021) até 08/08/2021. A Musica Theorica aceita trabalhos na área de teoria e análise musical, área central da revista, e suas ramificações no conhecimento musical. As submissões devem seguir as diretrizes estabelecidas
na página da revista (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions) e podem ser realizadas online (preferivelmente) ou, se necessário, por e-mail ao editor (gabrielbianconavia@gmail.com).

Musica Theorica, a peer-reviewed music journal of the Brazilian Society for Music Theory and Analysis (TeMA), receives submissions in Portuguese, Spanish and English of original research for publication in Issue 6.1 (2021) until Aug/08/2021. Submissions are welcomed on any aspects of music theory and analysis and their reverberations in other branches of music knowledge. Manuscripts should be submitted online or, if necessary, emailed directly to the editor (gabrielbianconavia@gmail.com). Author guidelines are available on the journal’s submissions page (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions).


Î Voltar ao topo

CHAMADA: Trabalhos para o IV Congresso da TeMA (2021)

A Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical (TeMA) convida todos os interessados a submeterem propostas de comunicação para o IV Congresso da TeMA que será realizado virtualmente entre os dias 24 e 27 de novembro. Com a temática “Teoria Musical na América-Latina: Heranças e Perspectivas”, o Congresso tem como objetivo principal estimular a reflexão sobre o fazer teórico e analítico no contexto latino-americano. Encorajamos o envio de propostas sobre a produção teórica latino-americana, a recepção e o impacto de teorias produzidas na Europa e nos Estados Unidos, a pedagogia e a história da teoria e da análise em nossa região, e nossos diversos repertórios, no âmbito da música de concerto e da música popular. Além de propostas que abordem o tema do Congresso especificamente, encorajamos também submissões relacionadas à área de Teoria e Análise em geral. O prazo para a submissão de propostas é 30 de agosto de 2021.

As diretrizes podem ser encontradas no site do congresso em: https://tema.mus.br/eventos/index.php/congressos/ivcongresso/schedConf/cfp


Î Voltar ao topo

DIVULGAÇÃO: 17º Encontro Internacional de Música e Mídia

LA VIE EN ROSE? MÚSICA E MÍDIA EM TEMPOS TÓXICOS.
 15 a 17 de setembro, 2021 (on-line)

Em 1905, Canhoto, compunha Abismo de rosas… Em 1968, o cantautor Geraldo Vandré apelaria às flores para chamar a população à reação e resistência face à repressão imposta pelo período militar. Novamente as flores mudariam a história de Portugal… Em 1978, os Secos e Molhados cantavam: “Que fim levaram todas as flores?” Enquanto isso, o “Rei” Roberto Carlos investe na imagem madura com As flores do jardim da nossa casa ,  que contrasta com as “flores astrais” dos Secos e Molhados. “Desbunde” e verve conservadora, simultaneamente, angariavam um público crescente, sempre com o apelo das flores… Mais recentemente, em 2013, o grupo Confronto lança a canção heavy metal Flores da guerra, aludindo a heroínas afrodescendentes guerreiras.

As ideologias se valem das flores para lançar suas pautas. Da tulipa se extrai o ópio viciante, que também é analgésico, anestésico; estimula a criatividade, ao mesmo tempo que embota os sentidos. Costuma-se consumi-lo como fuga ou conformismo, face a uma realidade mórbida.

As flores evocam paixões, quase sempre associadas a canções de cunho amoroso, de viés melodramático. Na cultura latino-americana, explora-se o potencial sinestésico floral. Mas flores também lembram experiências malfazejas. Por que amores e ódio se juntam a flores, simbolizando sufocamento? Não seriam as flores também construtos imaginários ambíguos e polivalentes, prestando-se a usos que desafiam as categorias de conformismo e resistência, bem e mal, pureza e contaminação? As flores também não impõem seu encanto ao brotarem do e no asfalto?

Recorremos às flores, ao mesmo tempo veneno e remédio, para motivar um cenário de discussões que pautarão o 17º. Encontro Internacional de Música e Mídia. O mundo tem sido palco de acontecimentos que apontam para um retrocesso em relação a conquistas obtidas, cuja bandeira ostentava alguma flor como símbolo. O que o mundo presencia hoje é um ecossistema que se deteriora; doenças extintas ressurgem. Pessoas são vítimas de extermínio por motivos banais; falsos mitos são abraçados como mensageiros da verdade. Ademais, um vírus toma de assalto o planeta, trazendo desgraça e perplexidade.

Indagamos: Como o século XXI que, com as conquistas obtidas graças ao desenvolvimento das ciências, teria tomado esse rumo em direção a um abismo – que não seria de rosas? Dentre as diversas justificativas possíveis acreditamos que, em grande medida, tais fenômenos se devem a um desmanche da educação; a extinção de disciplinas na área de artes em muito contribui para que a capacidade de reflexão não seja estimulada; a música tão presente na vida cotidiana, é mais que entretenimento: ela é de formação.

É preciso reavaliar este cenário para podermos refletir sobre medidas que venham a oferecer perspectivas futuras mais alvissareiras… Para tanto, o MusiMid convida todos os interessados a participarem do seu 17º. Encontro Internacional.

Modalidades de participação:

– Comunicações orais

– Ouvintes

Datas importantes:

Chamada para trabalhos: 03 de maio a 14 de junho

Resultado da seleção: 28 de junho

Envio dos trabalhos completos: de 03 a 31 de agosto.

Data: 15 a 17 de setembro de 2020.

Maiores informações e inscrições na página: www.doity.com.br/17encontromusimid

 


Î Voltar ao topo

DIVULGAÇÃO: Académie de Musique – Atelier Piano – Ciclos de acompanhamento didático on-line em piano

Aprimoramento da qualidade de leitura, da compreensão musical, da percepção e do controle rítmicos. Aspectos fisiológicos da técnica pianística e prática de memorização. Inscrições até 31 de julho para início de um ciclo a partir de setembro.
Aulas de 60 a 90 minutos via aplicativos como skype, meet, whatsapp.

Possibilidade de acompanhamento suplementar gratuito pela apreciação de gravações vídeo com avaliação técnica, análise da performance e da estética interpretativa.Diplomas de aperfeiçoamento e de excelência.

Prof. Fabio Luz
Mestre em Música Francesa pela Universidade Internacional de Paris
Prix International Debussy – França 1978
Diretor durante dez anos do Instituto Verdi (Asti, Italia)
Coordenador da Accademia Internazionale di Penne (Pescara, Italia)
Professor do Laboratorio Musicale Internazionale di Cortanze (Italia)
Professor do Festival del Golfo a San Marco di Castellabate (Italia)
Presidente da Fondation Franz Liszt (França)
fondationfranzliszt@gmail.com
fondation-franzliszt.org
fabioluz.com


Î Voltar ao topo