Informativo Eletrônico Semanal CDMC


Coordenação de Documentação de Música Contemporânea, Pesquisa, Documentação e Informação Musical.

Regras para divulgação

Regras para divulgação no informativo semanal

Enviar a descrição resumida da divulgação no corpo do e-mail com as seguintes informações: data, horário, local do evento ou notícia e ao menos um link da internet para que os leitores possam saber a fonte da notícia. Envie somente temas que envolvem música, São aceitos: Concursos, chamadas, divulgações, festivais, notícias e concertos. Enviar a informação em texto simples (sem figuras, tabelas ou anexos) para o e-mail: fwciddic@unicamp.br

Atentar-se às datas limites da sua divulgação pois, o informativo semanal sai todas às quintas-feiras, necessitando que a solicitação de divulgação seja enviada no prazo máximo de 1 dia antes da divulgação do informativo (às quartas-feiras).

Para receber/cancelar o recebimento do FWD cdmc cadastre-se pelo link: www.listas.unicamp.br/mailman/listinfo/cdmusica-l



FESTIVAL: Edição Internacional Virtual Coros Universitários do Festival Unicamp de Corais

O Coral Unicamp Zíper na Boca por intermédio do CIDDIC, centro ao qual está vinculado, está promovendo a “Edição Internacional Virtual Coros Universitários do Festival Unicamp de Corais”, com inscrições online abertas até dia 24 de Outubro.  O formulário de inscrição e o regulamento do evento estão disponíveis em português e espanhol pelo link:  bit.ly/zipernaboca

XVI Festival Unicamp de Corais: Edição Internacional Virtual Corais Universitários é direcionado a coros vinculados a universidades e instituições de ensino superior do Brasil e do exterior.

O FESTIVAL UNICAMP DE CORAIS é um evento com 15 edições presenciais realizadas anualmente de 2005 a 2019. Idealizado pela Diretora Artística/Regente do Coral Unicamp Zíper na Boca, Drª Vívian Nogueira, o festival tem como objetivo estimular e difundir a prática do canto coral e promover o enriquecimento cultural da comunidade.

Em 2020, houve uma interrupção em sua realização, que será retomada com a edição “Internacional Virtual Corais Universitários”, a ser realizada de 25 a 28 de Novembro de 2021 (quinta-feira a domingo), às 20h (Horário de Brasília), com transmissão pelo canal do YouTube do Coral Unicamp Zíper na Boca.

As edições do Festival Unicamp de Corais são promovidas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por intermédio do Centro de Integração Documentação e Difusão Cultural (CIDDIC), centro vinculado à Coordenadoria de Centros e Núcleos (COCEN). A XVI edição tem apoio do Serviço de Apoio ao Estudante (SAE/Unicamp).

Site: https://www.ciddic.unicamp.br/ciddic/edicao-internacional-virtual-coros-universitarios-do-festival-unicamp-de-corais/


Î Voltar ao topo

DIVULGAÇÃO: II Simpósio: Identidade Brasileira na Música de Concerto

Idealização e Organização: Cinthia Alireti

O Simpósio Identidade Brasileira na Música de Concerto é uma iniciativa da Orquestra Sinfônica da Unicamp (OSU/CIDDIC). O evento busca refletir sobre as diversas brasilidades da música de concerto nacional e os caminhos para sua difusão.

O evento será dividido em palestras e mesas de discussão envolvendo as seguintes perspectivas:

  • Estudos em musicologia e teoria da música de concerto brasileira
  • Origens, cultura e materiais nacionais
  • Estratégias de promoção e divulgação do repertório nacional
  • Questões sobre criação e performance da música vocal e instrumental brasileira

Período

26 e 27 de OUTUBRO de 2021, terça e quarta-feira, das 10:00 às 19:00 (entrada às 9:30).

Formato

O II Simpósio “A Identidade Brasileira na Música de Concerto” será totalmente online, realizado na plataforma Zoom com transmissão simultânea no YouTube, neste canal OSU YouTube

Inscrições no link: Inscrições para os simpósio

Veja a programação completa no site: https://www.ciddic.unicamp.br/ciddic/ii-simposio-identidade-brasileira-na-musica-de-concerto/


Î Voltar ao topo

CONCERTO: Concertos Didáticos da Orquestra Sinfônica de Betim

A Orquestra Sinfônica de Betim realizará uma série especial de Concertos Didáticos no mês de novembro de 2021. O público alvo é formado por alunos de Escolas Públicas Municipais de Betim – MG e a entrada é franca.

– Data – 04/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Antônio D’Assis Martins, Rua Antônio Monteiro Lara, 155, Centro, Betim – MG, telefone: (31) 3531-3506 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 04/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Raul Saraiva Ribeiro, Av. Marechal Rondon, 251 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3531-2719 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 09/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Josefina Macedo Gontijo, R. Alcídes Inácio da Silva, 220 – Ingá, Betim – MG, telefone: (31) 3532-4590 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 09/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Olímpia Maria da Glória, R. Camélia, 1080 – Jardim das Alterosas – 2ª Seção, Betim – MG, telefone: (31) 3787-4859 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 11/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Antônio D’Assis Martins, Rua Antônio Monteiro Lara, 155, Centro, Betim – MG, telefone: (31) 3531-3506 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 11/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Raul Saraiva Ribeiro, Av. Marechal Rondon, 251 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3531-2719 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 16/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Josefina Macedo Gontijo, R. Alcídes Inácio da Silva, 220 – Ingá, Betim – MG, telefone: (31) 3532-4590 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 16/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Olímpia Maria da Glória, R. Camélia, 1080 – Jardim das Alterosas – 2ª Seção, Betim – MG, telefone: (31) 3787-4859 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 18/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Gino José de Souza, R. Amoreiras, 176 – São João, Betim – MG, telefone: (31) 3592-3383 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 18/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Geraldo Magela Diniz, R. Jequitaí, 400 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3787-4859 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 23/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Gino José de Souza, R. Amoreiras, 176 – São João, Betim – MG, telefone: (31) 3592-3383 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 23/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Geraldo Magela Diniz, R. Jequitaí, 400 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3787-4859 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 25/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Margarida Soares Guimarães, R. Tocantins, 335 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3532-3409 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 25/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Carmelita Catarina da Mata, Alameda das Aroeiras, 111 – Casa Amarela, Betim – MG, telefone: (31) 3596-1239 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 30/11/2021
– Horário: 13:00 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Margarida Soares Guimarães, R. Tocantins, 335 – Brasiléia, Betim – MG, telefone: (31) 3532-3409 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.

– Data – 30/11/2021
– Horário: 15:30 horas
– Nome da série ou evento: Concertos Didáticos
– Intérpretes: Orquestra Sinfônica de Betim
– Programa: Vivaldi, Handel, Bizet, Strauss e Zequinha de Abreu
– Local: Escola Municipal Marcílio Melo Resende, Caminho de Santa Quitéria, Av. Várzea das Flôres, 850, Betim – MG, telefone: (31) 3595-7647 – Evento presencial com entrada franca para alunos, professores e funcionários da rede pública municipal de ensino.


Î Voltar ao topo

CONCERTO: Maria Rita Stumpf apresenta o espetáculo Do Ancestral ao Eletrônico na Casa de Cultura Vila Guilherme

A música de Maria Rita Stumpf é tocada em streaming em mais de 90 países. 

Dia 31 de outubro, domingo, às 17h, show presencial Do Ancestral ao Eletrônico com Maria Rita Stumpf e banda, na Casa de Cultura Vila Guilherme – Casarão, na Zona Norte. O projeto é realizado através da Lei Aldir Blanc e Secretaria Municipal de Cultura. Grátis!

Maria Rita Stumpf tornou-se mundialmente conhecida através de DJs e colecionadores de vinil, após 27 anos afastada dos palcos e estúdio. Relançou o LP Brasileira de 1988, o álbum Inkiri Om em 2020 e não parou mais. Com repertório do  LP Brasileira e cantos tradicionais,  a cantora e compositora apresenta-se com a baterista e percussionista Michelle Abu, o multi-instrumentista Matheus Câmara (Entropia Entalpia) o percussionista Jovi Joviniano e o pianista, arranjador e tecladista Danilo Andrade.

O show Do Ancestral ao Eletrônico reúne composições dos LP Brasileira e cantos tradicionais. Acompanham Maria Rita Stumpf: Michelle Abu, reconhecida baterista e percussionista, indicada em 2001 ao Troféu Caymmi na categoria de melhor percussionista/baterista e Menção Honrosa no Prêmio da Música Brasileira em 2015; Matheus Câmara, também conhecido como Entropia Entalpia, em seu projeto eletrônico, jovem e extraordinário talento, multi-instrumentista, responsável por programações, sintetizadores, baixo e guitarra; Danilo Andrade, pianista, arranjador e tecladista, que atua regularmente com nomes como Jorge Benjor, Vanessa da Mata e Gilberto Gil e com Maria Rita Stumpf desde o seu retorno aos palcos em 2017 e Jovi Joviniano, percussionista, profundo conhecedor dos ritmos populares brasileiros que atuou com grandes nomes da música brasileira e internacional ao longo de  35 anos de carreira.

Maria Rita Stumpf

Redescoberta por DJs e colecionadores de vinil estrangeiros e nacionais, retomou em 2017 a carreira interrompida em 1993 após lançar o CD Mapa das Nuvens. Seu primeiro LP Brasileira de 1988 foi relançado em 2017 (Selva Discos) e distribuído mundialmente pela alemã Kompakt. Apareceu neste mesmo ano na coletânea holandesa Outro Tempo e teve um EP lançado com remixes. A música de Maria Rita Stumpf é tocada em streaming em mais de 90 países.

Voltou aos palcos em 2017 em eventos como Red Bull Music Festival e Festival Kino Beat, entre outros. Em 2018 se apresentou na versão paulista do Dekmantel Festival da Holanda. O LP Brasileira original é item de colecionador.

Maria Rita gravou em 2019 Inkiri Om com temática predominante relativa à convivência harmônica no planeta, tendo como símbolo os povos originais. Contando com músicos estelares como Kassin Kamal, Danilo Andrade, Marcos Suzano, Maurício Carrilho, Jovi Joviniano, Paulo Santos, fundador do Grupo Uaktí, Lui Coimbra e Ricardo Bordini. Foi um lançamento independente com notável repercussão na imprensa do país, em meio à pandemia. Abriu a programação do Women´s Music Event, em setembro de 2020, na Casa Natura Musical e em 2021, apresentou o show Somos Um, em temporada online, lançando o álbum Inkiri Om.

Site: www.mariaritastumpf.com

Fonte: http://www.bemelmans.com.br

 


Î Voltar ao topo

FESTIVAL: Festival Universitário da Canção

A UFMS está com inscrições abertas para o FUC – Festival Universitário da Canção e os prêmios chegam a R$32.000,00 divididos nas categorias Canção de Câmara e Canção Popular. A categoria Canção de Câmara é aberta a alunos, egressos e professores de Cursos de Música de todo o país. Outras informações, consultar https://festivaldacancao.ufms.br/ ou  o email festivaldacancao@ufms.br  ou  whats comercial (67) 3345 7473 . AJUDEM A A DIVULGAR E A VALORIZAR  NOSSOS COMPOSITORES !

CRONOGRAMA

Etapa Data limite
Lançamento do Edital na Plataforma da UFMS, divulgação no portal da Proece/UFMS e publicação no Boletim Oficial da UFMS. 22 de setembro de 2021
Registro e submissão da canção em plataforma específica. 4 de novembro de 2021
Resultado preliminar da análise das canções. 8 de novembro de 2021
Interposição de recurso administrativo quanto ao enquadramento e resultado preliminar. 12 de novembro de 2021
Divulgação do resultado preliminar. 14 de novembro de 2021
Gravações das canções presencialmente no Teatro Glauce Rocha da UFMS. 18 de novembro de 2021
Publicação do calendário de exibição das gravações no Boletim oficial da UFMS portal da PROECE/UFMS. 20 de novembro de 2021
Exibição das gravações das canções no canal da TV UFMS no YouTube para votação popular. Segunda quinzena de novembro a dezembro de 2021
Premiação final no Teatro Glauce Rocha com transmissão ao vivo Dezembro 2021

Î Voltar ao topo

CHAMADA: Revista Musica Theorica VOLUME 6.2 (2021) – DOSSIÊ FORMA SONATA

A Revista Musica Theorica da Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical (Qualis [preliminar] A2) recebe submissões para o volume 6.2 (2021), um volume temático dedicado à forma sonata. A revista aceita trabalhos em português, inglês e espanhol que tratem da forma sonata, de suas mais variadas manifestações no repertório, abordagens analíticas e conceptualizações teóricas a partir de uma ótica teórico-analítica. Encorajamos a submissão de textos que, ao abordarem o tema do dossiê, dialoguem com outras áreas do conhecimento, tais como performance, pedagogia musical, composição, musicologia histórica, semiótica, sociologia, filosofia e outras. Além de trabalhos em formato de artigo, a Musica Theorica recebe, nesta edição, respostas a artigos publicados em volumes anteriores da revista que tenham como foco a forma sonata. O dossiê temático tem como objetivo fomentar a produção teórico-analítica sobre a forma sonata no âmbito acadêmico brasileiro e oferecer um espaço de debate e reflexão sobre o tema, buscando estabelecer, ao mesmo tempo, um diálogo com a produção internacional.
Por último, lembramos que recebemos submissões de temática livre na área de teoria e análise musical e suas ramificações no conhecimento musical em fluxo contínuo. As submissões devem seguir as diretrizes estabelecidas na página da revista (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions) e podem ser realizadas online (preferivelmente) ou, se necessário, por e-mail ao editor (gabrielbianconavia@gmail.com). O prazo para submissões para este número é 05/12/2021.

Musica Theorica, a peer-reviewed music journal of the Brazilian Society for Music Theory and Analysis (TeMA), welcomes submissions in English, Spanish and Portuguese for Issue 6.2 (2021), a thematic issue dedicated to sonata form. Submissions shall address sonata form, its manifestations in the repertoire, its analytical approaches, and its theoretical conceptualizations from a theoretical and/or analytical perspective. We encourage approaches that favor the dialogue with related areas of knowledge, such as performance, musical pedagogy, composition, musicology, semiotics, sociology, philosophy, and others. In this edition, we also welcome responses to articles on sonata form previously published by Musica Theorica. This thematic dossier aims at fostering the debate on sonata form within the Brazilian theoretical community and, at the same time, at establishing a dialogue with the international community.
Musica Theorica also receives submissions on any aspects of music theory and analysis and their reverberations in other branches of music knowledge on a continuous basis. Manuscripts should be submitted online or, if necessary, emailed directly to the editor (gabrielbianconavia@gmail.com). Author guidelines are available on the journal’s submissions page (http://revistamusicatheorica.tema.mus.br/index.php/musica-theorica/about/submissions).
The deadline for this issue is Dec/05/2021.


Î Voltar ao topo

CONCURSO: I Concurso de Composição da Plataforma Percussão Brasileira

Inscrições até 31/12/2021

Este concurso tem o intuito de fomentar a produção de obras brasileiras para instrumentos de percussão e contribuir com a ampliação e divulgação da plataforma recém-criada da Percussão Brasileira (PercBr). Acesse o edital para mais informações:

Para os vencedores serão feitas gravações em audiovisual de suas obras que serão postadas no canal do Youtube do PercBr e divulgadas pelas redes sociais da plataforma. Essas gravações serão realizadas pela Produtora Urbana. Serão premiados dois vencedores na categoria I. Grupo de percussão; um vencedor na categoria II. Trio de Percussão; um vencedor na categoria III. Duo de Percussão; três vencedores na categoria IV. Obras Solos.

Haverá uma taxa de inscrição por obra referente a cada categoria. Sendo elas: Categoria I. Grupo de Percussão (04 a 07 instrumentistas): R$50,00; Categoria II. Trio de Percussão: R$40,00; Categoria III. Duo de Percussão: R$30,00; Categoria IV. Obras Solos: R$20,00. A taxa de inscrição deverá ser realizada pelo sistema do PayPal seguindo as orientações presentes no link: https://percussaobrasileira.com/concursosa


Î Voltar ao topo

CONCURSO: I Concurso Online de Bateria da Plataforma Percussão Brasileira

Inscrições até 31/12/2021

Este concurso organizado pela Plataforma Percussão Brasileira (PercBr) tem o intuito de incentivar a interpretação de ritmos brasileiros na Bateria. Mais informações no edital:

Os vencedores receberão os seguintes prêmios: Primeiro Lugar: Um prato Ride tradicional de 20” polegadas da Istanbul Mehmet Cymbal; uma aula online com duração de 01 hora com Edu Ribeiro; 01 camiseta da Nagano Drums; 01 boné Istanbul Mehmet; 01 livro DIALETOS, dez duos para duas baterias sobre o Imaginário Rítmico Brasileiro de Leandro Lui; 01 DVD Vassourinhas Brasileiras de Nelton Essi; 01 ano de assinatura gratuita da plataforma Percussão Brasileira; publicação do vídeo em todas as redes da plataforma percussaobrasileira.com; 01 certificado assinado pela plataforma percussaobrasileira.com; entrevista online; Segundo Lugar: Uma caixa de bateria Nagano Drums tamanho 14” X 5,5” modelo Studio Work Birch; uma aula online com duração de 01 hora com Oscar Bolão; 01 camiseta Nagano Drums; 01 boné Istanbul Mehmet; 01 livro 10 por 2 de Leandro Lui e Nelton Essi; 01 ano de assinatura gratuita da plataforma Percussão Brasileira; 01 certificado assinado pela plataforma percussaobrasileira.com; publicação do vídeo em todas as redes da plataforma percussaobrasileira.com; entrevista online; Terceiro Lugar: Um semicase de caixa 14” marca Bombags semicases; uma aula online com duração de 01 hora com Leandro Lui; 01 partitura da peça TAKANO de Leandro Lui; 01 camiseta Nagano Drums; 01 ano de assinatura gratuita da plataforma Percussão Brasileira; 01 certificado assinado pela plataforma percussaobrasileira.com; publicação do vídeo em todas as redes da plataforma percussaobrasileira.com; entrevista online;

Para os NÃO ASSINANTES haverá uma taxa de inscrição no valor de R$60,00 que deverá ser realizada pelo sistema do PayPal seguindo as orientações presentes no link: https://percussaobrasileira.com/concursosa

 


Î Voltar ao topo

DIVULGAÇÃO: Academia Brasileira de Música lança 2º edição do catálogo de obras de Tacuchian

A Academia Brasileira de Música está lançando a 2ª edição de “Ricardo Tacuchian: Catálogo de obras”, revista e ampliada, reunindo a música orquestral, de câmara, solos instrumentais, música vocal, música experimental. Organizado por Valéria Peixoto, Diretora Executiva da ABM e Coordenadora do Banco de Partituras/Edições ABM, o catálogo traz ainda a lista de arranjos e orquestrações realizadas pelo compositor e acadêmico carioca, além de sua discografia completa atualizada.

Autor de cerca de 250 títulos, apresentados no Brasil e em mais de 30 países da Europa, Ásia, América do Norte e América Latina, com mais de uma centena de gravações em cerca de 40 itens discográficos, Ricardo Tacuchian é citado nos principais livros estrangeiros de referência musical. Destacou-se no Brasil e no exterior não apenas por sua vasta e diversificada obra, mas também pela criação do Sistema T, uma técnica de controle de alturas no processo de estruturação musical.

A publicação pode ser acessada no link: https://abmusica.org.br/wp-content/uploads/2021/10/catalogo_ricardo-tacuchian_2021_2ed.pdf


Î Voltar ao topo

DIVULGAÇÃO: Música no Museu apresenta Sons do Brasil

Mais uma novidade de Música no Museu em 2021: Sons do Brasil uma programação híbrida, virtual entre os dias 25 e 29 de setembro e presencial nos dias 02, 16, 23, 27 e 31 de outubro, cantando e ‘contando’ a diversidade musical brasileira nas suas cinco regiões geográficas. As apresentações visitam os ritmos, coreografias e canto desde o período da escravidão e que vão, gradualmente se transformando em ritmos, coreografias e cantos autônomos inicialmente cultivados pela população mestiça e, num segundo momento, dentro dos teatros e das “casas dos brancos”, já sob a forma de canções ou danças como a fofa, o lundu e o fado. Aborda, também, os autos de coroação dos reis do Congo, que darão origem ao maracatu pernambucano e ao afoxé baiana, e os cantos de trabalho dos escravos no campo e nas cidades. Os sons dos negros no Brasil iluminam uma série de fatos culturais que estão na base daquilo que se denominaria ¨música popular brasileira¨.

O projeto, que é patrocinado pelo BTG-Pactual , Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, é um trabalho de pesquisa do musicólogo Newton Nazareth com ênfase da música das regiões brasileiras, edição incluindo Libras a ser exibido através dos canais de Música no Museu.


PROGRAMAÇÃO VIRTUAL

SONS DO BRASIL- Região Norte – (dia 25/9) – 17hs
A Natureza ganhou voz através da Música. O farfalhar das folhas, o trinado dos pássaros, as batidas das sapopembas e outros sons da mata foram amplificados pela tecnologia do homem e definiram o estilo único de seus ritmos: a Toada, o Carimbó, a Ciranda. Inspiraram Carlos Gomes e Villa-Lobos, tingindo de Amazônia a música erudita do Brasil.

SONS DO BRASIL – Região Centro-Oeste – (dia 26/9) – 17hs
A música sertaneja dá o tom. Do pantanal ao planalto central do país a diversidade cultural forma o painel histórico dos Sons do Brasil.

SONS DO BRASIL- Região Sul (dia 27/9) -17hs
O clima temperado favoreceu a imigração. No litoral, no pampa e na serra, os ritmos europeus miscigenaram-se no salão de baile: fandango, chula e chimarrita.

SONS DO BRASIL- Região Sudeste (dia 28/9) -17hs
Aportou a revolução industrial europeia. Surgiram as gravadoras, o rádio e a música urbana: choro, samba, valsinha. Nasce a música popular brasileira ressaltando-se o  choro, popularmente chamado de chorinho, um gênero de música popular e instrumental brasileira, que surgiu no Rio de Janeiro em meados do século XIX como a primeira música urbana tipicamente brasileira e ao longo dos anos se transformou em um dos gêneros mais prestigiados da música popular nacional, reconhecido em excelência e requinte. Tem como origens estilísticas o lundu, ritmo de inspiração africana à base de percussão, com gêneros europeus.
O choro é visto como o recurso do qual se utilizou o músico popular para executar, ao seu estilo, a música importada e consumida nos salões e bailes da alta sociedade do Império a partir da metade do século XIX. Sob o impulso criador e improvisado dos chorões, logo a música resultante perdeu as características dos seus países originários e adquiriu feições genuinamente brasileiras.

SONS DO BRASIL- Região Nordeste (dia 29/9) -17hs
Tal qual a flor do mandacaru, floresceu a mais bela paleta musical. Maracatu, coco, xote, frevo, baião: ritmos migrantes que alimentaram a cultura do país.


PROGRAMAÇÃO PRESENCIAL

Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro.

Est. Santa Marinha s/n – Gávea.

Data: 2 de outubro- 11hs

Villa-Lobos in Jazz.

Programa: As músicas de nosso compositor maior e seus contemporâneos em ritmo de jazz.


Centro Cultural Parque das Ruinas:

Endereço: Rua Murtinho Nobre 169- Santa Tereza

Data: 16 de outubro – 11hs

Trio Caxangá.

Programa: As músicas do Nordeste.


Centro da Música Carioca Arthur da Távola:

Endereço: Rua Conde de Bonfim 824 – Tijuca.

Data: 23 de outubro – 17hs

Trio Marco de Pinna, Kevin Shorttal, violão de sete cordas, Diogo Trindade, percussão. Participação especial, Harold Emert, oboé.- o chorinho brasileiro.


MUSEU DO EXÉRCITO – FORTE DE COPACABANA

Endereço: Praça Cel. Eugênio Franco, 1- Posto 6 – Copacabana.

Data: 27 de outubro – 18hs

Duo Sheila Zagury, piano e Dani Spielmann, sax, flauta

Programa: Uma viagem pelo Brasil em ritmo de choro.


ENCERRAMENTO

DIA 31 de outubro – através da rede do Tribunal de Justiça e da mídia de Música no Museu.


YouTube – https://www.youtube.com/c/MMuseuRJ

Instagram – https://www.instagram.com/_musicanomuseu/

Twitter – https://twitter.com/musicanomuseu1

Facebook – https://www.facebook.com/musicanomuseufan

Rádio Música no Museu- www.radiomusicanomuseu.com


Museu da Justiça

R. Dom Manoel s/no- Centro.

Camerata do Uerê- Comunidade da Maré-

Programa: Músicas brasileiras de todos os tempos.

www.musicanomuseu.com.br


Î Voltar ao topo